Qual é o Propósito da Vida?

Qual é o Propósito da Vida?

O propósito da vida é ganhar dinheiro? Ter uma família feliz? Ou é tentar reduzir o sofrimento? Existem milhares de respostas a essa pergunta. O que dizem os sábios?
Como não pertencemos a esse mundo material, a propósito da vida deveria ser voltar de onde viemos, de volta para aquele lugar que é eterno, cheio de bem-aventurança e conhecimento.
Qual é a identidade da alma? Nossa real identidade como um eterno servo amoroso de Deus: jevera 'swarupa' haya—krneera 'nitya-dasa. Se você pensar bem, verá que passa toda sua vida servindo. Servimos nossa família, servimos nossa empresa, servimos nosso país. Até servimos nossos animais de estimação. Não podemos deixar de servir alguém ou alguma coisa. Portanto a pergunta é: quem ou o quê é o melhor objeto de nosso serviço? ou servindo à quem fará minha vida perfeita? Aqui está uma história que ilustra esse ponto:
Certa vez havia uma simples aldeão que tinha um desejo ardente de servir a pessoa mais importante e poderosa. Ele estava feliz servindo o chefe do vilarejo de várias maneiras. Certo dia o Governador apareceu para fazer uma visita, e o aldeão pode compreender que o chefe do vilarejo era subordinado ao Governador. Ele então pediu para ser transferido ao serviço dele. O Governador o aceitou e ele novamente estava muito feliz com seu novo patrão. Mas logo viu que o Governador estava pagando impostos e prestando reverências ao Rei. Como ele queria servir a pessoa mais importante e poderosa, o homem conseguiu ser transferido ao serviço do Rei.
Agora ele estava completamente satisfeito, e o Rei o tratava como seu funcionário favorito. Mas certo dia ele viu o Rei ir sozinho para a floresta para adorar um grande sábio. Mais tarde ele se aproximou desse guru e perguntou: “Você deve ser a pessoa mais importante e poderosa de todas, pois até o Rei lhe serve. Por favor, permita-me lhe servir.” O asceta respondeu que ele nada mais era que um humilde servo de Deus. Aquele homem então perguntou ao sábio onde ele poderia encontrar Deus e o guru o direcionou ao templo. Muito entusiasmado ele foi ao templo e recebeu uma indicação de Deus que Ele o tinha aceitado como seu servo. Assim, ele finalmente logrou seu objetivo, se situando no serviço da pessoa mais importante e poderosa de todas.
A idéia é que o amor verdadeiro impreterivelmente leva a pessoa a prestar ou a desejar prestar serviço ao objeto de amor. Uma mãe ama seu filho e, portanto, o serve de tantas maneiras, muitas vezes se sacrificando, mas faz isso por amor, com um prazer muito superior àquilo que ela sentiria se estivesse ativamente tentando apenas se satisfazer de forma egoísta. Esse tipo de serviço fruto do amor em relação a Deus é que Prabhupada chamou de "serviço devocional". Ou seja, é aquele ato que lhe conecta com Deus com base em seu relacionamento natural, original ao nosso ser, de amor por Ele. Amor é privilégio da alma, não do corpo e da mente; e a alma não pode se satisfazer com a natureza limitada das emoções e prazeres mundanos.
Assim, o objetivo máximo da vida é viver na plataforma mais elevada de puro amor divino, centrado e direcionado à Suprema Personalidade de Deus.

X